terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Natal 2012

Então é Natal...


Resolvi começar meu post com essa música que amo, encontrei o vídeo perfeito e lá vou eu!

Mais um Natal em nossa família, como sempre minha irmã foi viajar com a família dela, minha sogra foi morar em outro estado então e ficamos só nós e meus pais.
Cada um tomou o rumo que melhor lhe conveio, é claro que tem que ser assim, se fosse diferente as pessoas que amo não estariam felizes.
A mãe preparou uma linda ceia, jantamos, trocamos nossos presentes (tudo lembrancinha) tiramos muitas fotos e lá pelas 11:30 eu e o Paulinho viemos para nossa casa que fica bem pertinho da casa dos meus pais, eles foram dormir, Paulinho foi dormir e eu fiquei zapeando pelo Face...
A noite foi muito boa, não estou me queixando de forma nenhuma, mas...
Quando fiquei sozinha, eu e a internet (Paulinho só roncos rs) fiquei com uma sensação de vazio enorme...
Dói... uma sensação dolorida no meu peito por não saber quanto tempo ainda seremos só nós quatro, quantos anos ainda vão levar para me reencontrar com minha criança (eu acredito que já estivemos juntas em outras vidas e que nesta por um acidente da natureza vamos ter que tomar outros caminhos para nos unirmos).
Não chorei, não vou chorar... Para ser sincera já estou calejada e quase não choro mais, mas ontem me fizeram falta as lágrimas para aliviar o coração apertado.
Será que a minha criança já existe por aí e está sofrendo maus tratos, abandono, fome, falta de carinho...
Será que Deus na sua infinita sabedoria, está esperando sair a nossa habilitação e que a fila ande um pouco para que quando estivermos "mais na frente" Ele envie nossa criança?
Não sei...
Não saber o rumo da minha vida é muito estranho, a falta de certezas e respostas é sufocante... Por que será sou infértil? 
Geralmente não sou tão, digamos assim, "molenga" mas nas datas comemorativas o coração fraqueja, o peito aperta, o ar parece que não chega ao fundo dos pulmões...
Uma coisa eu sei, que no Natal de 2013 ainda não terei minha criança nos meus braços, o tempo é inviável levando em conta os mais de 20 pretendentes na nossa frente e nossa habilitação (que ainda não saiu...), se der tudo certo com a avaliação psicológica determinada pelo Juiz de seis longos meses, lá para junho devemos entrar finalmente na fila.
Assim penso que serão muitos Natais sem criança nenhuma em casa para alegrar, rir, brincar...
Imagino sempre o Paulinho de Papai Noel, a mãe toda segredos a respeito do presente, o pai sempre indo pescar e trazendo bons frutos da pesca de aposentado para comermos papaterra frita e eu correndo atrás da criança teimosa (eu tenho certeza que será um teimosinho para combinar com o Paulinho), sem maquiagem e sandálias de salto, afinal com criança não tem tempo para super produção e nem pernas que aguentem dar colo de salto fino...
As vezes quero me rebelar contra Deus por ser assim, mas não posso questionar um Pai bondoso que tudo sabe e tudo vê, quando isso acontece procuro rezar, cantar na minha mente e não dar "bandeira" para família, sei que todos se preocupam comigo, cada um do seu jeito de ser e não quero causar mais tristeza aos meus familiares.

O tempo de Deus é perfeito, eu que sou apenas humana ainda não entendi os seus propósitos comigo.
Vou apenas aceitar e continuar vivendo a vida da melhor forma que sei, curtindo o marido, a mãe, o pai, o sobrinho, a casa, as cadelas, meu trabalho que amo...
Tenho tantas coisas que não entendo as vezes esse buraco latejante no meu peito.
Não sou uma pessoa infeliz. Quem pensar isso ao ler minhas palavras está enganado, sou bastante feliz, mas as datas comemorativas...
É isso, vou torcer para que eu tenha somente uns quatro Natais sendo apenas nós.

Meu lema de vida, a infertilidade faz parte mas não é o principal em minha vida
Dia que demos o presente de Natal pro Querido Moisés!

Mesa linda que minha mãe arrumou para este Natal, por enquanto são quatro lugares...

Ela pensou em cada detalhe com carinho

Tem quem resista a uma coisa deliciosa como esta? Lá se foi a dieta rs

Nossa foto de Natal, somos só quatro, por enquanto...


2 comentários:

Cantinho da Marina disse...

Querida!
Deus está caprichando no seu filho, pode ter certeza! quanto maior a demora, melhor depois!
Fique bem e pensamentos positivos em 2013! Tudo está se encvaminhando!!
Bjão!

Cris disse...

Feliz Ano Novo, Jack! Que o Senhor trabalhe em nossos corações p/ sabermos esperar o tempo d'Ele para nós!
Beijinhos carinhosos p/ vc! Um abraço apertado no Paulinho! Grandes bênçãos de Deus sobre vcs dois!

O Reizinho manda um beijo no seu coração rsrs