quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Redes sociais, amigos virtuais e lembranças antigas

 Oba!!!

Depois de dias caducando descobri como configurar o Blog!
Ufa! EU estava realmente indignada por não conseguir, afinal eu trabalho umas 12 horas por dia em um computador... Como podia perder para um simples Blog...
Agora problema quase resolvido, está ficando como eu quero, com tudo nos lugares e vou continuar mexendo até ficar como vejo os Blogs que sigo.

Estou gostando muito de ter um diário virtual e seguir lindas histórias de pessoas de todo lugar do Brasil, é uma experiência muito boa, vejo todos os dias histórias reais de pessoas reais num mundo virtual.
Aprendi muitas coisas com as minhas leituras, e uma delas que o meu problema não é o maior e nem o menor do mundo e que eu tenho duas opções, ser feliz como eu sou e aproveitar minha vida e casamento ou me lamentar o tempo todo (o que indiscutivelmente não leva a nada).

Na minha adolescência nada disso existia, pelo menos no Brasil, e fazíamos os "questionários", que eram cadernos decorados onde cada folha tinha uma pergunta e as linhas eram numeradas para as pessoas colocarem as respostas, hoje penso que foi uma das primeiras formas de Redes Sociais...
Que pena ter posto fora meus questionários e agendas (todas balofas de tantos bilhetinhos das amigas jurando amizade eterna, era difícil escrever numa agenda balofa, quanto mais grossa mais legal era de olhar e assinar). Não sei onde eu estava com a cabeça quando me desfiz de minhas recordações da adolescência...
Agora com o Facebook e antes com o Orkut, eu fui encontrando minhas colegas de escola e meus parentes, já que sou natural de Porto Alegre e criada no Bairro Igara em Canoas RS e em 1999 viemos de mudança para Balneário Gaivota em Santa Catarina, uma cidadezinha bem pequena, onde tenho a minha casa e fica a escola em que sou lotada como Assistente de Educação.

Se eu imaginasse há anos atrás que eu um dia seria infértil...
Mas como hoje eu penso: Tudo no tempo de Deus.

Mas voltando a minha distante juventude, ontem no Facebook, uma amiga de escola colocou umas fotos do meu tempo de Magistério, que cursei no Colégio Maria Auxiliadora em Canoas, e eu me diverti muito em ver as fotos, tentar lembrar do dia em que elas foram feitas (com máquinas de filme que eram comprados e depois revelados e sempre queimava uma foto importante kkkkk)
Senti uma saudade gostosa do tempo em que as provas de Didática eram a maior preocupação que eu tinha...
Mas o tempo passou, a escola acabou e mesmo estando diariamente numa escola não é a mesma coisa, pois hoje sou mulher, professora e profissional da educação.

Para quebrar o gelo do papo cabeça e saudosista, lá vai uma foto minha de 1996, que "roubei" do Face da Suzi

Eu sou o palhaço azul com gola amarela e sinceramente não entendo porque nenhum adulto da época não me disse que eu era o palhaço mais feio do mundo kkkkkk neste dia estávamos fazendo um teatro para juntar dinheiro para viagem de formatura no Beto Carrero.

Ajudando as freiras da escola a organizar o jornal que era distribuído entre os alunos, na foto estão a Jéssica (de vermelho), a Robianca, a Carol, eu, Vanessa e a Grisly. Só para variar eu sempre menor que todo mundo...

Foto oficial da escola nos seus 50 anos, eu estou sentadinha na grama com moletom vermelho com azul, entre a menina de vermelho total (Cristiane) e a menina de preto (Ana Carla)

Turma num dia de aula normal e com uma parada básica para uma foto, eu estou no chão, bem no meio de camiseta branca.

Eu descobri que quase todas as minhas amigas de escola já tem seus filhos e famílias, apenas uma ou duas ainda não casaram e tiveram filhos, mas isso por opção de estilo de vida, afinal elas ainda vivem na cidade grande e eu sou agora a mulher do interior. É bom viver no interior, ainda posso ficar com minha porta aberta até tarde da noite (apesar de já terem roubado um carro meu e nunca ter sido encontrado...), não ouvir tiros e estar longe da violência, claro que não tem teatro, cinema e shopping (disso eu sinto falta), mas quando temos tempo e uma graninha sobrando vamos a Criciúma, que fica cerca de 80 km da minha casa e passamos um dia fazendo tudo que a cidade um pouco maior pode proporcionar a gente.

São essas coisas que quero registrar e resgatar para contar ao meu futuro filho ou filha adotado.
Peço sempre a Deus que mande logo minha criança tão esperada...

Bom, já falei demais para quem só ia "arrumar" o Blog... mas sou assim mesmo, falante kkkk

3 comentários:

Cantinho da Marina disse...

Mas que barbaridade, guria... tu morou em POA?
Olha, é muito bom mesmo a gente conhecer e ler tantas histórias, né?!
Beijos, querida e obrigada por visitar o nosso cantinho sempre!
Beijokas!

Alaiane Mareco disse...

oi jack....fiquei muito feliz ao ver do seu interesse em adotar uma criança...acho isso uma atitude admiravel....mostra o amor que voce tem e quer passar para seu futuro filhinho ou filhinha....vou ficar na torcida para q isso aconteça logo...sei da burocracia da adoçao aqui no Brasil...mas quando você menos imaginar terá um pequeno em seus braços....e poderá passar todo carinho e amor q tem....

É;;;realmente as redes sociais nos aproximam de pessoas q a muito nao viamos....apesar do lado negativo, tem esse lado que reune velhos conhecidos e amigos....é tao bom relembrarmos do tempo que passou....de nossa epoca de colegio...de nossas amizades daquele tempo....sempre é bom recordar....


Fico aqui torcendo por você....que de tudo certo :)


bjosss
meus e da GIGI...

Marcelli Von disse...

Oi, sou aluna do terceiro ano do Ensino Médio 2014 e temos o projeto de curtas, onde a turma se divide em grupos e cada grupo faz um curta. O meu grupo resolveu usar como tema os 70 anos do Colégio Maria Auxiliadora e gostaria de saber se posso utilizar algumas das fotos aqui postadas? Pretendemos fazer uma cronologia de fotos.